Siga por email

TRANSLATE HERE

sexta-feira, 27 de abril de 2012

SANTANA DE PARNAÍBA - BERÇO DOS BANDEIRANTES - uma surpresa a meia hora de São Paulo.

Eu sou curiosa. Ainda bem. Se não fosse, jamais teria descoberto uma cidade fundada em 1580, à margem esquerda do Rio Tietê, que fica a 35 kms de São Paulo, super aconchegante, simpática e atraente, Santana de Parnaíba. Ponto de partida de várias expedições desbravadoras, é uma graça com seu casario colorido e a Igreja da Matriz encarapitada no centro da praça principal, onde brilha um coreto super colorido e romântico. Dali, saíram os bandeirantes Fernão Dias Falcão, Bartolomeu Bueno da Silva (o Anhanguera), André Fernandes (o fundador) e Domingos Jorge Velho, em expedições para desbravar essa nossa gigante terra mater.


Saímos de São Paulo e meia hora depois chegávamos a Santana de Parnaíba. Maior conjunto arquitetônico tomabado e preservado do estado de São Paulo, a cidade parece um bibelô. são mais de 200 casas e sobrados que remetem a duzentos anos de história. Deixamos o carro na praça e fomos caminhar a pé. A Igreja se impõe sobre a cidade. Com seu jardim bem cuidado, é o marco  de Santana. De lá se vê grande parte das casinhas que parecem miniaturas.

Se eu fosse prefeita, daria um jeito de sumir com os fios de eletricidade dos postes. É uma mancha, melhor uma cicatriz que nos traz de volta à realidade.

A pracinha ao lado da Igreja da Matriz.
O casario colorido em frente a Igreja da Matriz
A Matriz de Santa Ana, padroeira da cidade, é uma construção do século XIX, sem estilo definido.


Santa Ana era a santa de devoção de Suzana Dias, a mãe do fundador do povoado, o bandeirante André Fernandes.

Cine-Teatro Coronel Raymundo

O Cine Teatro Cel Raymundo, do final do século XIX, é uma construção tombada. Que bom que o Coronel Raymundo era um apaixonado por cinema e teatro. Ainda bem!
E melhor ainda: o teatro super bem conservado funciona até hoje. Um grupo de atores de São Paulo assumiu a gerência da casa e batalha para manter a continuidade da programação. Merecem aplausos!


Caminhando pela cidade, depois de visitar a Matriz, fomos surpreendidos por tanta delicadeza que chegou a ser emocionante.


Janelas cobertas por cortinas bordadas, flores em cachepos, são detalhes que encantam o visitante.

Restaurante São Paulo Antigo
No centro da cidade, um restaurante se destaca: o São Paulo Antigo. Ali, um buffet de comida caseira apresenta o melhor da culinária da região.


O feijão honesto, bem temperadinho, nos seduziu a ponto de repetirmos o prato. Atendimento atencioso e comidinha gostosa eram tudo o que procurávamos.


Outro restaurante charmoso é o Um Bom Lugar - tel: 41544642. Da próxima vez vamos experimentar a comida do Chef Douglas Camargo.


No Feriado de Corpus Christi, milhões de turistas invadem a cidade para ver as ruas do Centro Histórico cobertas por um tapete de serragem colorida de quase 1000 metros de comprimento.

O Encontro de Antigomobilismo acontece no último domingo de junho. As ruas são tomadas por carros antigos, verdadeiras raridades que, abusando do cenário, nos transportam para uma viagem no tempo.

O Carnaval é na rua, folia de muitos anos, e tem a sua abertura oficial na sexta feira que antecede a festa. A cidade toda às escuras aguarda o toque dos tambores: é o Grito da Noite. A partir daí, ninguém é de ninguém!

Todos os Domingos uma feirinha de artesanato se esparrama na Praça 14 de Novembro.

O gracioso coreto exibe todo o seu talento aos domingos, com apresentações musicais, das 15 às 17h.

No segundo sábado do mês é dia de seresta. Ao luar, os cantores e músicos desfilam pela ruas na "Parnayba em Serenata", a partir de 20:30h, saindo do Canto do Seresteiro, onde também funciona o Museu Parnaibano de Música, que tem no acervo partituras, quadros, fotos, instrumentos musicais e discos antigos. O Museu fica aberto de segunda a sexta, de 8 às 17h, aos sábados de 10 às 16h e aos domingos de 10 às 17h. Praça da Bandeira, 37. Centro Histórico.

OUTRAS ATRAÇÕES:

- Casa 80 - construção do século XVIII, é remanescente do Mosteiro de N. Sra. do Desterro. Largo de São Bento 80.
- Casarão Monsenhor Paulo Florêncio da Silveira Camargo - sobrado construído em meados do século XVIII, tombado pelo IPHAN em 1958.
- Museu Casa do Anhanguera - do século XVII é o único remanescente de casa bandeirista urbana.
- Drama da Paixão - na Semana Santa é um dos maiores do país.




2 comentários:

  1. Muito linda esta cidade. Transmite uma paz .

    ResponderExcluir
  2. e mesmo eu sei como porque eu moro aqui

    ResponderExcluir

Compartilhe sua opinião conosco! Deixe seu comentário e sugestões, nós vamos adorar!