Siga por email

TRANSLATE HERE

domingo, 24 de junho de 2012

BUENOS AIRES NÃO É SÓ TANGO!

Até que me surpreendi com a Calle Florida livre dos camelôs que por ali proliferavam no ano passado, com suas bugingangas todas iguais. Talvez por ser uma quinta feira, sem feriado, com menos brasileiros ávidos por quinquilharias. Também desapareceram os bailarinos de tango, tão característicos de Buenos Aires, tão simpáticos de se apreciar. E o Guido Mocasines, da Florida com Viamonte, não tinha a mesma variedade de sapatos que antes. A Galeria Pacífico continua honrando a fama, lojas bacanas, gente à beça pelos andares.

Dessa vez, desembarcamos no Aeroparque, o aeroporto dentro da cidade, bem perto de Palermo Soho, bairro onde nos hospedaríamos pela segunda vez. O Aeroparque é como se fosse um Santos Dumont ou Congonhas, ao invés do aeroporto de Ezeiza, que está mais para Galeão (Tom Jobim), Guarulhos ou Confins. Para se ter uma idéia, o táxi de Ezeiza para Palermo custa em torno de 150 pesos. Do Aeroparque para Palermo pagamos 50 pesos com malas.

O bairro de Palermo é dividido por uma linha de trem. De um lado Palermo Soho e do outro Palermo Hollywood. As ruas atravessam os dois lados, você tem que localizar no mapa. 

O hotel era o Bo Bo, abreviatura para Bourgeois Bohemian, um belo prédio antigo restaurado, com um anexo totalmente reformado. Quando fizemos a reserva, pedimos para ficar na parte nova. Os funcionários são atenciosos, prestativos, a cama é muito confortável, o café da manhã é uma delícia, apesar de, no segundo dia, faltar o yogurte de vanilla que eu adorei. O banho precisa de um upgrade, o chuveiro é ótimo, o jato  d´água é forte, a temperatura regulável, só que a porta do box não veda, molha tudo! O restaurante do Bo Bo, Puro Baires, é ultra indicado. Diárias em torno de 350 pesos. Guatemala, 4870 - Palermo Soho. www.bobohotel.com 

Bo Bo Hotel
Saguão do Hotel Bo Bo
Quarto do Bo Bo
Café da manhã do Bo Bo
Instalados, saímos para caminhar por Palermo Soho. O Bo Bo fica longe para um bate e volta para deixar as comprinhas, umas 7 quadras da Honduras. E é na Honduras que tudo acontece.

Toda aquela região em torno da Calle Honduras é movimentada todos os dias, de sol ou chuva, dia e noite, inclusive aos feriados. São centenas de restaurantes, lojas para todos os gostos, bares descolados, feirinhas de rua, um mix de atrações para se descobrir a pé.

Palermo Soho - no inverno até as árvores ganham suéter de tricô!
Palermo Soho
Palermo Soho
La Merceria, Palermo Soho
Palermo Soho
Morrendo de fome, fomos conferir a fama do Parú, um restaurante de comida fusion, super indicado por quem curte boa comida, ambiente informal...o preço...salgado. Como no Osaka (post "Buenos Aires não é mais a mesma"), o garçom sugeriu a degustação - tiraditos, ceviche, callamares, langostinos, entre outros pratos saborosos, um vinho Cafayate Malbec Reserva muito bom. A conta para dois foi 680 pesos. Calle Bonpland, 1823. Palermo Hollywood.  

Fachada do Parú
Degustação do Parú
Degustação do Parú
Ceviche delicioso na degustação do Parú
Na dúvida entre tantas opções, peça vinho com uvas Malbec, é o mais popular na Argentina. Assim como o Chardonnay branco é escolha certa.

O táxi em Buenos Aires subiu de preço, mas ainda é mais barato do que no Brasil. Acho que qualquer coisa, em qualquer país do mundo, do universo, é mais barata do que no Brasil!

Antes de pegar um táxi, tente descobrir com exatidão onde é o seu endereço. Diga a rua, o número, e entre que ruas fica o destino. O pânico que se instaurou por causa do golpe do dinheiro falso (a troca da nota verdadeira por falsa) começa no aeroporto, quando você recebe um folheto aconselhando a decorar os 3 últimos números da nota que entregar ao taxista. Nunca decorei e nunca tive problema. Procuramos sempre ter dinheiro trocado para pagar com quantias mais exatas. E ficamos sempre atentos. 

Na casa de câmbio do aeroporto a cotação do dólar foi baixíssima! Na agência do Banco de La Nacion Argentina a cotação é melhor, mas, quando desembarcamos, já passava de 4 horas da tarde e estava fechado.

Trocar dinheiro em Buenos Aires é fácil. O país está em dificuldades e, com o peso desvalorizado, todo mundo aceita dólares ou mesmo reais. Pesquise a cotação no hotel, nas lojas, casas de câmbio. E cuidado com o estado das notas. Nas casas de câmbio eles implicam com notas manchadas e pagam menos por elas.

No dia seguinte, fomos almoçar no Lo de Jesus. Atraente com sua fachada azul celeste, não corresponde em qualidade. Fomos bem atendidos, o chorizo estava decente, mas o ojo de bife "no se cuertava". Olha que me esforcei; não deu, pedi para trocar o prato. Dividimos um lomo com patatas bem razoável, acompanhado de um vinho Elementos Malbec, também razoável. O almoço saiu em torno de  260 pesos. Gurruchaga, 1406 - Palermo Soho

Lo de Jesus
À noite, escolhemos um programa off circuito de tango. O saxofonista americano Eddie Shaw se apresentava no Bóris Club. Do alto de seus 75 anos, ele toca um sax poderoso e canta blues para se ouvir com prazer. A programação do Bóris Club vale ser conferida. Já quanto ao restaurante, é melhor escolher outro lugar. Além de caro, a tábua de queijos, com só 2 tipos de queijo do mais comum, um monte de azeitonas e fatias de salame e presunto, era truculenta. O vinho Doña Paula, safra 2010, era bem mais ou menos. As atrações mudam diariamente, com preços diferentes. Gorriti, 5568. www.borisclub.com.ar.

Boris Club
Puerto Madero não é só um lugar de ótimos restaurantes como o Cabaña Las Lilas. De dia, é um passeio super agradável. Atravessando para o outro lado da Ponte da Mulher, vale a visita ao I Central Market, um complexo (tá, nem é tããão grande assim) com 2 restaurantes, uma delicatessen, objetos de decoração e cozinha, inspirado no Eataly novaiorquino. E na beira do Rio da Prata, com um dia de sol, céu azulérrimo, prepare a máquina para a foto emblemática com a Ponte da Mulher ao fundo, projeto do Santiago Calatrava. Pierina Dealessi, 598 (esquina com Macacha Guernes). A Pierina Dealessi é a rua que beira o rio, só para pedestres.

I Central Market em Puerto Madero
I Central Market
I Central Market
Ponte da Mulher em Puerto Madero
Aos domingos, e em qualquer feriado, dezenas de  barraquinhas são montadas na Plaza Serrano. É uma festa!  Ali já encontrei lenços e casacos de tricô maravilhosos por um preço inacreditável! As lojas em torno ficam abertas, os restaurantes lotados. Em Palermo Soho as lojas estão sempre abertas.

Feirinha em Palermo Soho
Almoçamos no Miranda, um restaurante de parrilla, frequentado por argentinos. Honesto. Palermo Hollywood. Costa Rica, 5602.

Salão do Miranda
À noite, fomos assistir a oscarizada atriz Norma Aleandro em Master Class. Era feriado do Dia da Bandeira e, ao final do espetáculo, equipe e elenco se posicionaram no palco, o pianista retomou seu lugar e todos, artistas e público, de pé, cantaram o hino nacional, visivelmente emocionados. Um espetáculo à parte. Que perdeu levemente seu brilho quando soubemos que nas datas cívicas, é obrigatório tocar o hino depois de cada apresentação. O solar onde está hoje o Teatro Maipo, data de 1580 e pertenceu a um fidalgo. Com quase 800 lugares, é um dos teatros mais importantes da cidade. Esmeralda, 443. Centro

Teatro Maipo - Cenário de Master Class
Depois, jantamos no estrelado Tegui. Do lado de fora, um muro grafitado, uma porta lisa, negra, o nome discretamente aplicado, tudo sem pompa, nenhuma circunstância, parece que você está no endereço errado. Toque a campainha. Quando a porta se abre, é o mundo do espelho de Alice, tudo se transforma. O restaurante é sofisticado, design de bom gosto, comida de autor, contemporânea. A sugestão do vinho Monte Cinco Malbec foi aprovada. O soufle de queijo de cabra no leito de marmelo era mínimo, quase um cupcake, mas delicioso. O frango cheio de adereços, uma delícia. O jantar para dois ficou em torno de 500 pesos. Faça reserva. Costa Rica, 5852. Palermo Soho.

Fachada do Tegui
Salão do Tegui
Entradinha no Tegui
Salão do Tegui com a cozinha aberta ao fundo
A Bagage vende roupa esporte clássica para homens e mulheres. Ali eu compro os mais confortáveis sapatos que já experimentei. Uma espécie de sapatilha com couro e lycra??. Não sei explicar, sei que já comprei 4!!! Se você gosta de viajar como eu é o sapato perfeito! Carlos Pellegrini, 605, entre Tucumán e Viamonte, quase em frente ao Teatro Colón.  Centro. 

Grafite em Palermo Soho
Eu adoro ir a supermercados quando estou viajando, sempre acho uma bobagem daquelas que a gente não pode viver sem! Em Buenos Aires, descobri o Supermercado Disco, enorme! Ainda não consegui tempo para ir lá, mas está no topo da lista. Paraguay, 4302. Entre Armenia e Malábia. Palermo. Em Palermo ainda dois Super Carrefours, na Scalabrini Oritz, 1840 e na Vidt, 2068. Um pouco além, um Hiper Carrefour, na Warnes, 2707. 

Depois de experimentar vários dos exaustivamente indicados restaurantes de parrilla, não temos mais dúvidas. La Cabrera é o melhor! Peça o ojo de bife mariposa, virá com potinhos de acompanhamentos variados, do purê de maçã ao palmito mais macio do mundo. A carne deliciosa, e a irresistível sobremesa, o Tiramisú! O vinho Alma Mora Malbec harmonizou perfeitamente. O preço do banquete não ultrapassou os 350 pesos para nós dois. O resto é o resto. Com dois endereços em Palermo Soho, um bem perto do outro. Calle Jose Antonio Cabrera 5099 e Cabrera, 5127. 

Salão do La Cabrera
Ojo de bife do La Cabrera
Tiramisú do La Cabrera
O Multiteatro, como o nome diz, é um complexo de várias salas. Fomos ver La Ultima Session de Freud, um espetáculo instigante, surpreendente, com texto inteligente, bem humorado. Em outra sala fazia sucesso a comédia TOC TOC. Corrientes, 1283. Centro.

Fechamos a noite no antigo, exuberante, salão da Confeitaria Las Violetas. Ali, você percebe que existe vida além do Café Tortoni. O salão é lindo, os garçons atenciosos e divertidos, a delicadeza de oferecer um drinque aperitivo, o preço justo, tudo contribui para que você eleja a Las Violetas como seu lugar de fé em Buenos Aires. Alguns pratos, como o creme de aspargos, não estão no cardápio, pergunte. Av. Rivadavia, 3899, esquina com Medrano. www.lasvioletas.com

Fachada da Las Violetas
Barra do Las Violetas
Apesar da distância, escolhemos o aeroporto de Ezeiza para a volta por causa do Free Shop que é ótimo. Levamos a mala de mão só para os vinhos comprados ali. Ela foi vazia e voltou lotada de garrafas, um peso absurdo! Aconselho os vinhos Rutini, descoberta da Glória. O branco chardonnay e o tinto malbec tem preço excelente para a qualidade. Os chocolates sempre estão em promoção, encho o carrinho de Lindt e de bombons Lindor.

Tres horas depois, alimentados só com o sanduíche gelado e desenxabido servido pela Gol, desembarcamos em Guarulhos, já com planos de voltar. Buenos Aires é assim, fica sempre com gosto de quero mais.

OUTROS:

HOTÉIS EM PALERMO SOHO

Nuss - recém inaugurado tem localização excelente. El Salvador, 4916. Tel: 5411 48338100. www.nusshotel.com
Fierro Hotel - hotel boutique com a cozinha do Chef Hernán Gipponi. Soler, 5862. Tel: 5411 32206800. www.fierrohotel.com

COMPRAS EM PALERMO SOHO

La Merceria - roupas, bijouterias, bolsas, lenços lindos, pashiminas. Honduras, 4795.
Calma Chicha - tapetes em couro, bolsas, objetos de decoração, almofadas e o assento perfeito para a cadeira de design butterfly em lona ou couro. Honduras, 4909
Polo - roupa masculina esporte sofisticada com vendedores não muito simpáticos. Honduras, 4815.
Capital Diseno Y Objetos - objetos divertidos e de design. Honduras, 4958.
Tintha Stationery - uma papelaria de luxo super bacana. Bloquinhos, livrinhos, cadernetas, cartões. Costa Rica, 4902. Palermo Soho

Tintha Stationery
Solcito - objetos, bijouterias, acessórios e roupas típicas argentinas. Jorge Luis Borges, 2359
Club de Los Angeles - roupas para crianças Jorge Luis Borges, 1891. 
Bokura - roupas para homens bem legais e com preço bom. El Salvador, 4677.


Decoração da Bokura
Casa Chic - adoro! Decoração e roupas femininas e masculinas de bom gosto numa loja hiper charmosa. El Salvador, 4786

Casa Chic
Isadora - acessórios, lenços, bijouterias. Armenia, 1789.
Lacoste - Gurruchaga, 1629.
Agustina Saquer - roupas femininas com motivos folclóricos de bom gosto. Costa Rica, 4615. www.agustinasaquer.com.ar

Palermo Soho
As roupas multi coloridas da Agustina Saquer
Diesel - El Salvador, 4801. Palermo Soho
Etiqueta Negra - é uma marca badaladérrima de roupa masculina. Cara. Com lojas em toda Buenos Aires, e até no Soho, em New York, na Lafayette Street, 273. Nos principais shoppings: Galerias Pacífico, Paseo Alcorta, Patio Bullrich. O Outlet é na Calle Gurruchaga, 770, em Palermo Soho.
Brio Tienda de Diseño - roupas, acessórios artesanais e bolsas com preços econômicos. Calle Pena 3130. Bairro Norte.
Juelieta Sedler - bolsas de couro de primeira e modelos originais e exclusivos. Na Galeria Pacífico e em Palermo na Calle Armenia 1886. www.julietasedler.com.ar
Jackie Smith - bolsas, sapatos e acessórios. Gurruchaga, 1660. Palermo Soho. Também na Galerias Pacífico.

Galerias Pacífico

ONDE COMER

Suipacha Almacén Y Restaurant - é uma boa pedida para quem está pelo Centro. A decoração é uma graça e os preços amigáveis. Suipacha, 425, quase esquina com Corrientes. www.almacensuipacha.com.ar
Restaurante Chiquilin - um bodegon tanguero com decoração dos anos 30. Calle Sarmiento 1599, esquina com Montevideo. Congreso
Nonna Sapori - é uma charmosa mistura de delicatessen e empório na Jorge Luis Borges, 1811. Palermo Soho.


Delícias da Nonna Sapori
Cabernet - esse restaurante tem um jardim encantador. Jorge Luis Borges, 1757. Palermo Soho.

Restaurante Cabernet
Bar Uriarte - descontraído para uma boa massa ou pizza. Uriarte, 1572. Tel: 5411 48346004. Palermo Soho.
La Cátedra - restaurante clássico com cardápio tradicional. Avenida Cerviño, 4699. Palermo.
La Locanda - restaurante italiano do chef Daniele Pinna é pequeno, só 30 lugares, com mesas ao ar livre no calor. De terça a sábado para almoço de 12h às 16h e para jantar de 20h à meia noite. Aos domingos só para almoço. Calle José León Pagano, 2697. Recoleta. 
Guia Oleo - o mais completo guia de restaurantes em Buenos Aires, classificados por voto popular. http://www.guiaoleo.com.ar

JAZZ

Notorious Club - Av. Callao 966. www.notorious.com.ar Tel: (54 11) 48136888. Recoleta.
Thelonious Club - Jeronimo Salguero, 1884 / 1o andar, esquina com Guemes. Tel: (54 11) 48291562. www.theloniousclub.com.ar. Ligue com antecedência de pelo menos um dia para reservar, o lugar é mínimo. Palermo.

ENDEREÇOS QUE EU AINDA VOU CONFERIR:

Bar El Progreso - super tradicional. Avenida Montes da Oca 1702. Barracas.
Tomo I - um dos 50 melhores restaurantes da America Latina segundo a revista "Restaurant" britânica. Clássico da gastronomia portenha. No 1o. andar do Hotel Panamericano, Calle Pellegrini 521, a poucos metros do Obelisco. Reserve. 
Restaurante D. Julio - bodegon com atendimento familiar. Calle Guatemala 4691, esquina com Gurruchaga.
Restaurante Il Matterello - italiano em La Boca. Calle Martin Rodriguez 517
Restaurante La Brunilda - parrilla. Calle Republica Dominicana 3382, Palermo Viejo
Sushi Club - japonês ótimo dentro do hotel Vitrum - Calle Gorriti 5641.
Farinelli - novo bistrô inspirado nas casas do Soho em NY. Ótimo para café da manhã, almoço e lanche. Saladas, sanduíches e pratos quentes. Calle Bulnes 2707. Palermo, perto do Parque de Las Heras. Na Recoleta na Arroyo 900. www.farinelli.com.ar
Las Canitas - perto de Palermo - Calle Baez na altura do # 200, cheio de bares e restaurantes.
Chinatown - calle Arribeños.
Farmacia de La Estrella - muito antiga - Defensa, 201 esq. Alcina.
Pasaje Zelaya - entre Calle Anchorena e Jean Jaurés - Abasto - casas com flileteria (a arte do desenho rebuscado lindo)
Papelera Palermo - papelaria. Calle Cabrera 5227.
Isadora - acessórios - Calle Armenia, 1789.
Mercado das Pulgas - terça a domingo em Palermo Hollywood.
Casa de Borges - Calle Serrano, 2135.
Barbie Store - sim, em Buenos Aires tem uma loja só de Barbies, preciso ver isso!
La Glorieta - essa milonga acontece no meio da praça Barrancas de Belgrano. Às noites de sábado e domingo os tangueiros se reúnem na praça do coreto para dançar a partir de 8h da noite. Se você não é um pé de valsa não se apavore, chegue mais cedo, às 6h, e aproveite para ter uma aula com os professores que estão por ali. Eles não cobram, mas no final da aula, passam o chapéu e você paga o que acha justo. E não tenha medo, ali ninguém fica sem par. 
Be Bop - clube de jazz. Calle Moreno 364. San Telmo.

Dicas da Jacyan: comprar couro em Barracas.
E pedalar pelos parques ou pela cidade em bicicletas laranjas!
http://www.labicicletanaranja.com.ar/







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe sua opinião conosco! Deixe seu comentário e sugestões, nós vamos adorar!