Siga por email

TRANSLATE HERE

quarta-feira, 10 de abril de 2013

PETRÓPOLIS, A CIDADE IMPERIAL


Prefeitura de Petrópolis
Fundada por Dom Pedro II há mais de 150 anos, a apenas 65km do Rio, a cidade de Petrópolis era o xodó do Imperador, que transferia o poder para a serra nos meses quentes do ano. Getúlio Vargas passava todos os verões na cidade. O Palácio Imperial era o centro das decisões da coroa. E o Palácio Rio Negro recepcionou muitos Chefes de Estado na República, entre eles o simpático Juscelino Kubitschek. O clima adorável atraiu, desde sempre, não só a realeza, mas plebeus aos borbotões. O centro gastronômico de Itaipava e redondezas só acresce de charme o que já é belo por natureza. 
Há algumas décadas, era "chic" passar temporadas de veraneio na serra, em hotéis grandiosos como o Palácio Quitandinha, com sua arquitetura pomposa e cassino disputado por visons, diamantes e gravatas de seda italiana. Essa época, infelizmente, com a proibição do jogo, ficou no passado. E Petrópolis sofreu bastante, como uma corista no desterro. Mas, graças a um decreto dos anos 70, o conjunto arquitetônico, muitos casarões do século XIX, está preservado em grande parte da cidade. E, atualmente, a conscientização dos habitantes está devolvendo à cidade o que ela sempre teve de sobra: charme. De qualquer maneira, a cidade ainda é carente de bons hotéis e restaurantes.

Casario preservado
Acho que experimentamos a maioria das pousadas e hotéis de Petrópolis. Difícil encontrar aquela que deixa a gente com vontade de voltar. Da última vez, segui a recomendação da Tetê e nos hospedamos na Pousada Palácio de Cristal.

A Pousada Palácio de Cristal impressiona pela arquitetura, mesmo sendo mais um dos magníficos casarões de Petrópolis. O portão da garagem é estreito; ainda bem que estávamos com o carro do meu filho. O rapaz da recepção, muito gentil, atendeu prontamente e nos levou até o quarto reservado com antecedência. O quarto era simples, sem luxo, a cama um pouco dura, o travesseiro meio molenga, mas tudo estava super limpo, cheiroso (em Petrópolis isso é importante, a umidade é assustadora), e o aquecimento funcionava sem ruído! A decoração da parte social é clássica, elegante, confortável. O café da manhã segue a mesma linha do quarto, sem firulas gastronômicas, simples, mas com tudo bem gostosinho. Estavam lá as frutas, queijos, ovos mexidos, pães, bolos e sucos. Eficiente. A diária tem ótimo custo/benefício. A julgar pelos preços abusivos de hotéis e pousadas bem menos qualificadas, a Palácio de Cristal vai fazer sucesso. Av. Piabanha, 109. (24) 22452781. 
* estivemos recentemente na Pousada Palácio de Cristal e fiquei um pouco assustada. Atrás do casarão está em construção um novo bloco com vários quartos que desembocam numa passagem apertadinha, onde antes era o caminho para o estacionamento. Aumentar a quantidade de hóspedes e eliminar o estacionamento não me parece uma boa idéia. É aguardar para ver...

Pousada Palácio de Cristal
Sala do café da manhã da Pousada Palácio de Cristal
Quarto da Pousada Palácio de Cristal
Solar do Império - esse casarão espetacular do séc. 19, passou anos em decadência, abandonado, provocando um sentimento de indignação em quem, como eu, valoriza o passado. Até, felizmente, ser restaurado por um grupo hoteleiro. Hoje, já transformado no hotel mais chique de Petrópolis, tem preços bem altos. As instalações são muito confortáveis; os quartos, lindos. O Restaurante Imperatriz Leopoldina, dentro do Solar do Império, já teve melhores dias. Sob a batuta da Chef Cláudia Mascarenhas provei um bacalhau delicioso. Hoje, os chefs Nao Hara e Eduardo Filgueira preparam pratos da gastronomia contemporânea no ambiente decorado pela pintora Dominique Jardy, mas, nas duas vezes que lá estivemos, depois da saída da Cláudia, os pratos deixaram a desejar. O chá da tarde é servido às sextas e sábados, às 17h. Avenida Koeler 376. Centro Histórico. 24 21033000

Salão do Restaurante Imperatriz Leopoldina
Sobremesa do Imperatriz Leopoldina. De dar água na boca!
Passeando pela cidade, gosto de flanar no jardim do Palácio de Cristal. A estrutura, inspirada no Palácio de Cristal de Londres, foi importada da França em 1884, encomenda do Conde d´Eu para presentear sua esposa, nossa Isabel, a Princesa, que queria um local para expor pássaros, frutas e flores. Bailes do Império chegaram a ser realizados ali. Passou por um período difícil quando chegou a ser usado como Cassino e Corpo de Bombeiros. Hoje, recuperou sua glória e função. Exposições e eventos acontecem durante todo o ano. Ingressos a 5 reais. De terça a domingo de 9 às 18h. Rua Alfredo Pachá s/nº. Centro.

Palácio de Cristal
Exposição de produtos da região dentro do Palácio de Cristal
No Palácio de Cristal, toda última quinta-feira do mês é dia de Serenata Imperial. Vale a pena ouvir as cantigas de outrora e as canções de agora na voz afinada desse coral entusiasmado. A entrada é franca.

Hotel Casablanca Imperial - instalado no casarão de 1897, é um dos mais tradicionais e, até pouco tempo, o único que cumpria os requisitos básicos de uma boa hospedagem. Hoje, rivaliza com alguns hotéis mais modernos, mas ainda mantém a elegância no casarão da frente, restaurado. Nos fundos uma nova construção mais moderna com quartos sem personalidade. Av. da Imperatriz 286. Centro Histórico. O Bistrô Casablanca serve refeições com toque francês. 

Hotel Casablanca Imperial
Recém inaugurado o Hotel CasablancaKoeler está instalado em um casarão de 1885 completamente restaurado. Avenida Koeler 61. Centro Histórico.

Bordeaux - um dos poucos restaurantes gostosinhos no centro histórico. Localizado onde era a cocheira de um endereço turístico, a Casa dos Sete Erros, é rústico e informal, com gente de todas as idades, uma varanda agradável para os dias menos frios. Bem, eles tem aquecedores... E uma cave com 1600 rótulos; você pode escolher o vinho na carta ou nas prateleiras, o preço é o mesmo. Nós sempre achamos exemplares interessantes nas prateleiras. Os garçons são atenciosos, a comida e honesta. Em alguns dias da semana apresenta música ao vivo. Avenida Ipiranga 716. Centro Histórico. 24 22425711. Em Itaipava: Estrada União Indústria 10341. 24 22226240.

Bordeaux
Casa dos Sete Erros, a Casa da Ipiranga, construída em 1884, pertence à mesma família até hoje e mantém suas características originais, inclusive as diferenças arquitetônicas entre as fachadas do lado direito e esquerdo, que provocam a curiosidade dos visitantes. Visitas guiadas de quarta a segunda de meio dia às 18h. Consulte também a programação cultural: exposições, concertos, teatro. Avenida Ipiranga 716. Centro Histórico.

A Casa dos Sete Erros
A fábrica de Cerveja Bohemia, a mais tradicional de Petrópolis e a primeira do Brasil, deu um upgrade nas suas instalações, inauguradas em 1853, e abriu para o público. A visitação inclui uma degustação no Empório. Do lado de fora, o Boteco Bohemia, um barzinho com petiscos e a cerveja mais gelada do pedaço. O restaurante é simples, poderia ter uma ambientação mais aconchegante, mas a comida é honesta. Quarta a sexta de 11 às 18h. Finais de semana de 11 às 20h (a bilheteria fecha 2 horas antes do encerramento da visitação). Rua Alfredo Pachá 166. Centro Histórico.

Fábrica Bohemia
Rua Tereza - famosa pela malharia, já teve dias mais felizes. Lojas que eu gostava fecharam e ainda não encontrei substitutas. De qualquer maneira, vale dar uma bela fuçada, com muita paciência. Muitas lojas do Rio compram ali e revendem roupas e acessórios pelo dobro do preço. Centro.

O Museu Imperial– os jardins da casa do Imperador atraem os moradores para momentos de relaxamento ou mesmo os aficionados por esportes como tai chi chuan e  jogging. Crianças, senhoras, jovens, se encontram nas mesmas agradáveis aléias percorridas há séculos por D. Pedro II, o morador mais ilustre. Detalhe impensável nos dias de hoje: foi construído, em 1845, com verba particular do Imperador. Dentro do belíssimo palácio em estilo neoclássico, onde se entra só de pantufas (fornecidas na entrada), mobiliário, pinturas, louças, joias, que pertenceram à família real, inclusive a deslumbrante coroa em ouro cravejada de pedras preciosas. Concertos, exposições, atividades educativas e esportivas fazem parte da programação. Terça a domingo de 11 às 18h. Jardins de terça a domingo de 8 às 18h. Um curioso espetáculo de Som e Luz revive momentos da história da Monarquia até a proclamação da República. Todas as quintas, sextas e sábados às 20h. Rua da Imperatriz 220. Centro Histórico.
Museu Imperial e jardins
Casa de Santos Dumont – o museu dedicado ao Pai da Aviação é conhecido como A Encantada. Sempre curioso e inquieto, Santos Dumont projetou, em 1918, uma residência em estilo chalé alpino, onde os visitantes se deparam com uma escada externa que só se sobe com o pé direito, e, antes que se credite à superstição, uma escada interna que só se sobe com o pé esquerdo, além do primeiro chuveiro de água quente do país. Antecipando a integração dos ambientes, o interior da casa não tem divisórias. Vários objetos pessoais do inventor estão expostos ali. Terça a domingo de 9:30 às 17h. Rua Encanto 22. Centro Histórico.
Palácio Quitandinha – o empresário Joaquim Rola tinha um sonho: fazer de seu cassino o local de maior sucesso da América do Sul. E quase conseguiu. Nos anos 40, o enorme conjunto arquitetônico em estilo normando atraía a nata da sociedade, milionários, artistas, empresários e políticos, para as noites de jogatina e diversão na serra. Em seus salões decorados em estilo hollywoodiano, por Dorothy Draper, cenógrafa de filmes americanos, cabiam 10 mil pessoas. O luxo se estendia aos banheiros em mármore, palcos giratórios, e à cúpula do Salão Mauá, a maior do mundo, com 30m de altura e 50m de diâmetro. Infelizmente, em 1946, apenas dois anos depois da inauguração, o decreto do Presidente Dutra abolindo o jogo no Brasil (dizem que a pedido de Dona Santinha, sua mulher, que considerava a jogatina pecado mortal imperdoável) destruiu o sonho de Rolla, e de milhares de funcionários, artistas, entre outros empregados de cassinos de norte a sul do país. O Quitandinha sofreu anos de abandono, até ser restaurado pelo SESC, a quem pertence atualmente. Muitos de seus apartamentos foram vendidos a particulares. Vale a visita para admirar a exuberância do prédio, passear em seu imenso jardim, apreciar o lago e se deixar levar pela imaginação para os anos de glória do Palácio. Terça a sábado de 10 às 17h. Domingos e feriados de 9 às 16h. Avenida Joaquim Rolla 2.

Palácio do Quitandinha
Escadaria interna do Palácio Quitandinha
Palácio Rio Negro -  dizem que o Presidente Getúlio Vargas era uma esfinge, ninguém sabia o que pensava o governante, sempre com seu semblante impávido. Mas parece que quando subia a serra para passar o verão em Petrópolis, seu humor mudava bastante. Getúlio fazia passeios diários, a pé, pelas redondezas do Palácio, sede do Governo Federal desde 1903, e cumprimentava os habitantes da cidade, lembrando detalhes como nomes e parentescos. Um simpático. Vários outros Presidentes da Nação se hospedaram no Rio Negro, que teve um dos seus momentos mais exuberantes no casamento do Presidente Hermes da Fonseca com a jovem Nair de Tefé. Avenida Koeler 255. Centro Histórico.

Palácio Rio Negro
Catedral de São Pedro de Alcântara – a construção em estilo neogótico francês é um marco da cidade, talvez o mais imponente. Patrocinada por D. Pedro e sua filha Isabel, começou a ser edificada em 1884. Os móveis em jacarandá são originais da época. Depois de um período de exílio involuntário, D. Pedro II foi trazido de volta ao país que tanto amava. Seus restos mortais, assim como os da Imperatriz Teresa Cristina, de sua filha Princesa Isabel e seu genro, o Conde d´Eu, repousam para sempre na cidade de seu coração. Rua São Pedro de Alcântara 60.


Catedral de São Pedro de Alcântara
onde repousam os restos mortais da Família Real
Trono de Fátima – localizado no alto de uma colina oferece uma vista espetacular da cidade. A imagem de Nossa Senhora de Fátima foi esculpida na Itália e entronizada ali em 1951. Terça a domingo de 8 às 18h. Rua Padre Moreira. Valparaíso.
Ao longo da Avenida Koeler, da Avenida Ipiranga e outras ruas do Centro Histórico, eu me encanto com as magníficas casas construídas por Barões, Viscondes, Condes, realeza e plebeus, para o seu retiro de verão. Uma das mais espetaculares é a Casa do Barão de Mauá. Como é propriedade privada, só o jardim pode ser visitado. Vale a pena conferir a belíssima residência em estilo neoclássico e tirar fotos no jardim. Praça da Confluência 3.

Casa do Barão de Mauá
A tradicional Casa D´Angelo está no mesmo local desde 1914, vendendo seu famoso caramelo, sopas e refeições bem servidas. Não tem o mesmo charme de poucas décadas atrás. A instalação de um balcão refrigerado na entrada chocou os clientes acostumados à mobília de época. Rua do Imperador 700. Centro
Para um lanche rápido, nada mais apetitoso do que o croquete da Casa do Alemão. Sequinho, crocante, acompanhado de um chopp bem tirado. Avenida Ayrton Senna 927. Logo adiante, no número 990, fica a Pavelka, famosa por seu sanduíche de linguiça.


Eu faço ginástica desde sempre e acho que é o figurino que mais uso. Antigamente, comprava malhas, tops e camisetas em uma lojinha em Friburgo, mas agora encontrei, em Petrópolis, uma confecção que fabrica peças de muito boa qualidade, a NS Fitness. Aldeia Shopping lj 24. Terça a sexta de 7 às 17h. Quinta de 7 às 15h. Rua Dr. Paulo Hervé 1400. 24 22437782.
A Leiteria e Sorveteria Brasil é um endereço para iniciados. Queijos de todos os tipos, cottage, minas, catupiry, ricota), chantilly, creme fresco, frios. Massas, compotas, brownie, pães, tortas, strudel e um sorvete delicioso! Avenida Sete de Abril 402. Centro.

Em 2011, a cidade ganhou um Museu de Cera com 15 estátuas de personalidades como Gilberto Gil, Einstein e Pelé, que ganhou uma sala temática. Terça a domingo de 10h às 19h. Rua Barão do Amazonas 35. Centro. 24 22491595.

Outras cervejarias também promovem visitas guiadas em sua dependências.

Cidade Imperial - pertence à família imperial, os Orleans e Bragança. A visita é gratuita, mas tem que ser agendada por email. Menores de 18 anos só acompanhados pelos responsáveis. Rua Mosela 1341. 24 22204800. contato@cidadeimperial.com.br.

Itaipava - fica um pouco mais distante, em Pedro do Rio. O tour é gratuito. Menores de 18 anos não entram. Rua Trajano de Paula Filho 199. Visitas agendadas pelo telefone 24 22239000.

ITAIPAVA, CORRÊAS, ARARAS
Bairros vizinhos da cidade de Petrópolis, têm em comum a vocação para bons restaurantes e pousadas charmosas e elegantes.
Das três, a mais badalada é Itaipava, com turistas explorando seus shoppings, bistrôs e lojinhas de antiguidades e cobiçadas malhas, bem mais finas do que o varejão da Rua Tereza.
A loja da Cristina Marzullo, com filial em Búzios, tem calças sequinhas de malha fria, ideais para todo o dia e, especialmente, para viagens. Tenho várias, sempre elegantes e impecáveis. Estrada União Indústria 11000, loja 18, Shopping Estação Itaipava. 24 22228064.
A Vila Luiz Salvador fica na Estrada União Indústria 10588. Ali você encontra a famosa Cerâmica Luiz Salvador com peças originais e exclusivas. Nos fundos da loja tem uma ponta de estoque e algumas peças com pequenos defeitos. De terça a sexta de 10 às 18h e sábados até 20h. Também a Olhar o Brasil, loja do arquiteto Chicô Gouveia, com peças de decoração que podem ser apreciadas em vários ambientes do Casa Cor. Ao lado o Dom Bistrô, restaurante bem bacaninha.

Maria Maria - é um complexo onde encontramos moda, decoração, antiquário e até exposição e venda de carros antigos. Tudo de extremo bom gosto. Estrada União Indústria 10204.

A Feirinha de Itaipava, famosa pela malharia, tem quase 400 stands, mas não é fácil achar algo que seduza. Km 63 da Rodovia BR040 vindo do Rio de Janeiro. Sexta a domingo e feriados, de 10h às 19h.

ONDE COMER:

Chocolate Katz - é o mais tradicional de Petrópolis. Rua 16 de Março 325. Centro.

Churrascaria Majórica – a carne é ótima nesse restaurante de 1961. O ambiente é o habitual de churrascarias. Rua do Imperador 750. Centro.

Le Petit Poulet - esse bistrô recém inaugurado é uma mistura de brasserie com sushi que dá certo. No térreo, a decoração é bem cuidada e simpática, mas no segundo andar ostenta um excesso de dourados que não convence. O risoto estava correto e a entrada de linguicinhas muito gostosa. Sugiro um pouco mais de delicadeza na preparação do risoto. O atendimento simpático e competente faz desse restaurante uma ótima opção em Petrópolis. Rua Gonçalves Dias 432. Valparaíso.

Salão térreo do Le Petit Poulet
Enoteca Santo Vino – o ambiente é simples, mas a carta de vinhos tem mais de 300 rótulos. Recomendado para fondues, pizzas e risotos. Tem música ao vivo às sextas. De segunda a domingo (aos domingos fecha às 17h). Rua Gonçalves Dias 508. Valparaíso.

Falconi – esse restaurante tradicional completou 100 anos servindo de pizzas a fondue. Rua do Imperador 757. Centro.

Di Farina – a pizza com massa fina e crocante é bem avaliada nos sites. Rua Treze de Maio 184.

Olivinho – as porções são fartas e o ambiente é simples e simpático, mas quem faz sucesso é a empada de camarão com catupiry. Rua Gonçalves Dias 470. Valparaíso.

Massas Luigi - fica num casarão super bonito no Centro Histórico da cidade. É uma opção para uma refeição sem grandes expectativas. Um buffet variado atende a todos os gostos. Praça Rui Barbosa 185.

Luigi Restaurante
Nas redondezas:

Em Itaipava:

Antonieta - dos mesmos donos do Afrânio é só correto, não chega aos pés do irmão mais velho. Fica na Granja Brasil, Aberto de quinta a domingo, almoço e jantar. Valet gratuito. Estrada União Industria 9153. Tel: 24 22220191.

O Parador Valencia é um restaurante de cardápio espanhol onde comi o polvo que eu jurara nunca comer. Pois comi e gostei! Charmoso e elegante, o ambiente dá vontade de ir ficando. Rua Celita de Oliveira Amaral 189. 24 22221250.

Il Perugino – pelas avaliações é um pouco sofisticado sem propósito, mas ninguém reclama da comida. O cardápio prioriza a culinária italiana. Estrada União Indústria 12601.

No Dom Bistrô sempre fomos bem atendidos. A comida é saborosa e a carta de vinhos tem mais de 350 rótulos. O preço é salgado. Quinta a sábado de meio dia à meia noite. Aos domingos fecha às 18h. Às quintas, as noites são de música. Estrada União Indústria 10550. 


Chateaux des Montagnes – o cordeiro e a carta de vinhos são os baluartes desse bistrô elogiado pelos frequentadores. Na Enoteca mais de 1200 rótulos que você pode comprar para levar para casa ou degustar no próprio restaurante. Ligue para reservar. Aberto de quarta a domingo para almoço e jantar. Estrada União Industria 12590. 24 22221118.

O Parrô do Valentin é um restaurante tradicional português que está em Itaipava muito antes do boom gastronômico. Hiper elogiado bacalhau e doces da terrinha. Recentemente passou por uma reforma que descaracterizou a antiga casinha tão simpática. Espero a infeliz mudança não tenha atingido a excelência dos pratos. De terça a quinta de 12 às 22h. Sextas e sábados até meia noite e domingos até 22h. Estrada União Industria 10289.

O atual Parrô do Valentim
Benvenutti - a colunista Ana Cristina Reis aprovou a caipira de vodka de lima e a burrata. Também serve petistos  e sanduíches ou risotos e sopas. Estrada União Indústria 10341. Shopping Itaipava, loja 112. 24 22226133. 

Cocotte - também indicado pela Ana Cristina Reis, é um bistrô charmoso. Aos finais de semana a Chef Manoela Rabin monta um menu com 3 opções de entradas, pratos principais e sobremesas. Estrada da Divisa 807. 24 22223334

Empório Gourmet Rosani Simas - dentro dos vários ambientes do Empório Maria Maria, que surpreende misturando moda e decoração, a Chef Rosani Simas abriu sua mais nova empreitada, sempre com a qualidade e o bom gosto que a caracterizam. Os risotos são deliciosos. Estrada União Indústria 10204. Quinta de 19h á meia noite. Sexta e sábado de meio dia à meia noite. Domingo de meio dia às 19h. 24 22221274.

Emporio Gourmet Rosani Simas
Salada da Rosani Simas
Em Araras:
No Vale das Aldeias ficam três excelentes restaurantes:
(é bom ligar antes)

Afrânio – adoro esse restaurante onde os donos e os garçons esbanjam simpatia. São vários ambientes deliciosos, o vinho sempre na temperatura exata, a decoração de bom gosto e culinária caprichada. Aberto quinta, sexta e sábado para almoço e jantar. Aos domingos até 18h. Estrada Bernardo Coutinho, 3575. Vale da Aldeia. 24 22250705.

Risoto com presunto de parma. Delícias do Afrânio!
Zafferano – esse italiano faz parte do Circuito Gastronômico de Petrópolis. Abre de quinta a domingo (aos domingos fecha às 18:30h). Estrada Bernardo Coutinho 3575. 24 22250272.

Oliveiras da Serra – vizinho do Afrânio e do Zafferano é especializado em culinária portuguesa. Dizem que o bacalhau é soberbo! Estrada Bernardo Coutinho 3575. 24 22250520.

No Rocio:

Funghi d´Oro – com receitas que envolvem cogumelos cultivados ali mesmo, o restaurante fica num sítio encravado na mata, com decoração rústica e lareira acesa nos dias mais frios. Sextas e sábados de 13 às 21h. Domingos 13 às 18h. Estrada Caminho do Imperador 1333. Rocio. Reservas pelo site.

Quiosque – o segredo bem guardado do Rocio já começa a cair na boca dos gourmets. O cardápio é enxuto, mas variado. Estrada do Rocio 3501. 24 22915629.

Nós fomos ao estrelado Restaurante Locanda Della Mimosa quando ainda estava sob a batuta do Danio Braga e foi uma refeição inesquecível num ambiente romântico e confortável. Hoje, tem como sócio o escritor Aguinaldo Silva. De sexta a domingo de 12:30 às 16h e de 20h à meia noite. A Pousada LocandaDella Mimosa, chamada pelos proprietários de um “relais de campagne” só tem 6 apartamentos, o que garante a paz e privacidade.
Fica no Vale Florido, a 300 mts da BR040, Km 71,5, entre Petrópolis e Itaipava, com placas indicando o caminho. Alameda das Mimosas 30. 24 22335405.

Duetto – com jeito de bistrô, é especializado em culinária italiana. São 120 rótulos na carta de vinho para degustar admirando uma natureza deslumbrante. O lugar é uma delícia para um jantar a dois. O risoto é unanimidade. Só abre de quinta a domingo (aos domingos fecha às 17h). Perto do Condomínio Quinta do Lago. Rodovia BR040, 666. 24 22255003.

Em Teresópolis:

Dona Irene - de culinária russa é conhecido como um dos melhores restaurantes da cidade e já foi vencedor do Prêmio Água na Boca, em Teresópolis. Domingo de meio dia às 18h. Terça a sábado de meio dia à meia noite. Rua Tenente Luiz Meirelles 1800. Bom Retiro. 21 27422901.

Gamela - esse bufê de comida brasileira também foi premiado no Água na Boca 2013. Terça a sexta de 11h30 às 15h. Sábados e domingos de 11h40 às 16h. Rua Carmela Dutra 441. Agriões. 21 27427192.

Secretário

Sítio Humaytá - é um oásis para quem gosta de verde, de bom atendimento, e de produtos de alta qualidade. As geléias e os chutneys são deliciosos. Ponte do Veloso, Secretário, Km 7 de Petrópolis. É recomendado agendar a visita, mas nós fomos sem marcar e o atendimento foi impecável. Sabado de 9h às 15h. 24 22282060.

ONDE FICAR:

Em Itaipava:
Fazenda Quinta do Lago – BR 040 km 67. 24 22255005.

Parador Santarém Marina - Estrada Correa da Veiga 96, Santa Mônica, Itaipava. 24 2222-9933. 

Les Roches – Estrada Ministro Salgado filho 5301. Vale do Cuiabá. 24 2201-9091. 

Tambo los Incas: Estrada Ministro Salgado Filho 2.761, Vale do Cuiabá, Itaipava. 24 2222-5666. 

Tankamana: Estrada Julio Capua s/n, Vale do Cuiabá, Itaipava. 24 2232-2900. 

ESPORTE:

Campo de Aventuras – várias atividades para todos o gosto de todos os esportistas, rapel, tirolesa, arvorismo, cursos de escalada. Estrada do Bonfim 3.511, Corrêas. 24 2236-0003. 

Clube de Pesca e Pousada Três Vales – os amantes da pescaria podem se hospedar e pescar no mesmo lugar. Estrada Silveira da Mota km 10,5, Posse. 24 2224-5406. 

Haras Analu – o haras organiza passeios e cavalgadas para crianças e adultos. Estrada Ministro Salgado Filho 5.230, Vale do Cuiabá. 24 2222-9666. 

DICAS:

- A temperatura em Petrópolis pode ser fria à noite, mesmo no verão (apesar dos dias bem quentes). Leve sempre um casaco.
- Ao se hospedar nas pousadas da região você vai conviver com os insuportáveis mosquitos. Leve repelente.
- Experimente a Cerveja Imperial. Segundo os experts, a cerveja natural de Petrópolis é uma das melhores.
- Não se deixe iludir pelos preços baratos das roupas, muitas não resistem à primeira lavada.
- Compre os caramelos da Casa D´Angelo, coma o crocante croquete do Alemão, experimente os biscoitinhos amanteigados, as mozzarelas em trança vendidas nas feirinhas gourmet, os doces e compotas. Peça uma cerveja Imperial ou Bohemia. Não deixe de curtir uma noite de fondue em Itaipava e arredores.


Guloseimas feitas em Petrópolis

Petrópolis é uma cidade de clima agradável que recebe com graça o turista. Eu diria que tem tudo para ser o principal destino do carioca nos finais de semana, ou mesmo temporadas longas. O problema, como sempre, é a má administração. Fora a descaracterização de imóveis centenários, a quantidade de fios de eletricidade e afins pendurados nos postes, como comentar o que acontece durante as chuvas, quando a tragédia anunciada se abate sobre a cidade e seus moradores? É lamentável que a população petropolitana não possa contar com o poder público.

Um comentário:

  1. Ótimas e minuciosamente detalhadas as dicas! Adorei e certamente usarei! Obrigada!

    ResponderExcluir

Compartilhe sua opinião conosco! Deixe seu comentário e sugestões, nós vamos adorar!